Um dia no templo Zu Lai

Passeios em SP: um dia relaxante no Templo Zu Lai

O templo budista é o local perfeito para quem deseja fazer uma pausa relaxante quando estiver de passagem pela capital

Procurando por um passeio em São Paulo bem longe do agito? Aproveite sua hospedagem para conhecer o maior santuário budista da América Latina, o Templo Zu Lai. Localizado a apenas 30 km da capital, o complexo é um verdadeiro oásis de tranquilidade na Grande São Paulo e possui o clima perfeito para um dia relaxante e inspirador. Confira como chegar e o que encontrar por lá!
Como chegar?
Há duas formas de transporte até o Templo Zu Lai: carro ou ônibus. Quem escolhe a primeira opção deve seguir pela Rodovia Raposo Tavares sentindo interior e, após o km 28, entrar na Estrada Fernando Nobre. A partir daí, basta seguir a sinalização até o número 1461, onde está localizado o estacionamento do templo. Para chegar de ônibus há uma linha exclusiva que, aos domingos, parte da estação de metrô Liberdade (Linha 1 - Azul) sempre às 08h30 da manhã.
O que ver e fazer?
Prepare-se para ser invadido por uma sensação de paz logo ao chegar. O Templo Zu Lai recepciona os visitantes com uma imagem de Buda, um grande jardim florido e um lago que abriga carpas e tartarugas. Mais adiante, há o Jardim dos 18 Arhats, com estátuas de monges esculpidos em pedra. O templo, inspirado nos clássicos palácios chineses, possui salas de meditação, um museu dedicado ao budismo e uma loja de itens orientais. Para entrar no clima de sossego, acenda um incenso, faça um pedido e participe das cerimônias de meditação. O local também oferece palestras e cursos sobre a cultura budista.
Que tal um almoço vegetariano?
Quem visita o Templo Zu Lai aos finais de semana e feriados poderá saborear pratos orientais vegetarianos no refeitório do local. No esquema buffet, é possível encontrar receitas como yakisoba, tempurá de legumes e tofu ao molho, além de frutas e chá à vontade. Mas fique atento ao horário, pois o restaurante fecha às 14h30. Se a intenção é só fazer um lanche, há também uma cafeteria com salgados e doces tradicionais. O pãozinho doce de amendoim faz bastante sucesso entre os visitantes. Dica: leve dinheiro, pois todos os estabelecimentos do local não aceitam cartões.
Recomendamos

Férias com crianças: 4 passeios para fazer em São Paulo
Baixada Santista: o que fazer no Guarujá e em São Vicente



Compartilhar por e-mail Compartilhar on Twitter Compartilhar on Facebook
-align-cell text-right">

são paulo

Veja os hotéis