Acerca de Buenos Aires

Europeia na aparência e americana no espírito independente, mas com uma sensualidade toda sua, Buenos Aires faz jus ao título de capital cultural da América do Sul. Por um lado, definir um itinerário é relativamente simples: programas como assistir a shows de tango e saborear churrasco de carne tenra constam na lista da maioria dos turistas. Mas, por outro lado, a capital argentina recompensa os visitantes dispostos a improvisar e a seguir impulsos. Portanto, não se surpreenda se você acabar deixando de lado seus planos prévios.

Inicie sua descoberta de Buenos Aires no entorno da Plaza de Mayo, o coração histórico da cidade. Passeie até a Avenida de Mayo e se deleite com joias arquitetônicas do século XX, como o Palácio Barolo (www.pbarolo.com.ar). Para rastrear as raízes do tango, rume ao sul, até La Boca. Famoso por seus prédios pintados em cores vivas, esse bairro também é o lar do ex-time de Diego Maradona, o Boca Juniors (www.museoboquense.com). Contrabalance a nostalgia com uma excursão ao Museu MALBA, em Palermo (www.malba.org.ar), cuja coleção de arte sul-americana é reconhecida internacionalmente.

O mesmo pode ser dito do bife grelhado, o prato principal na gastronomia argentina. La Brigada de San Telmo (www.parrillalabrigada.com.ar) é uma casa tradicional de parrilla, onde garçons de smoking “cortam” o grosso filé com uma colher de sobremesa. Se preferir um cardápio mais contemporâneo numa área sofisticada do centro, experimente o Aldo’s (www.aldosvinoteca.com), cuja adega de vinhos tem as melhores safras da Argentina. Aventureiros cansados de carne bovina aglomeram-se no “frajaponês” Tô (www.torestaurant.com), restaurante de fusão das culinárias francesa e japonesa, em Palermo Viejo.

Onde há boa carne, há bom couro: prepare-se para voltar com mais sacolas e carteiras do que o necessário. No centro, a Casa López (www.casalopez.com.ar) oferece uma fantástica seleção de acessórios masculinos e femininos. A Arandú (www.arandu.com.ar), no bairro Recoleta, é especializada em presentes tradicionais como relhos, botas de polo e cuias com detalhes delicadamente gravados em prata. Se você prefere olhar a gastar, visite o mercado dominical na Plaza Dorrego, em San Telmo (www.feriadesantelmo.com).

Se tiver a sorte de estar aqui na primavera, pode estrear seus novos equipamentos no mais importante torneio de polo do mundo, o Aberto da Argentina, realizado de novembro a dezembro em Palermo (www.aapolo.com). Amantes da arte talvez queiram providenciar uma visita à arteBA (www.arteba.org), a maior feira artística latino-americana, realizada sempre em maio. Outra boa pedida é o Festival e Campeonato Mundial de Tango (www.tangobuenosaires.gob.ar), em agosto, quando toda a cidade reverencia esta inigualável contribuição argentina à cultura popular.

É claro: você pode assistir a um show de tango em qualquer noite do ano; o jantar e a performance na Esquina Carlos Gardel (www.esquinacarlosgardel.com.ar) têm a mescla exata de algazarra e autenticidade. Brinde as badaladas da meia-noite no Milión (www.milion.com.ar), imponente bar no luxuoso bairro Recoleta e depois dance até o amanhecer na Jet (www.jet.com.ar), boate com vista para o Rio da Prata. (Uma pequena dica para quem não está acostumado a varar a madrugada: siesta).

Digite o seu destino

Pesquise e reserve um hotel

OPCIONAL

calendário

 noite(s)

+ mais opções

>Visualizar / cancelar uma reserva

Garantia do melhor preço