Acerca de Rio De Janeiro

Não precisa de ficar muito tempo no Rio de Janeiro para entender por que é o destino mais popular do hemisfério sul – e por que foi recentemente premiado pela UNESCO com o estatuto de Património da Humanidade. Com intermináveis praias atlânticas, pessoas bonitas, abundante cultura, assim como uma vibrante culinária e cena de compras, a segunda maior cidade do Brasil é um destino de sonho para o turista. Graças a um estilo de vida ao ar livre, montanhas e clima quente durante todo o ano, é também é uma cidade de sonho para os amantes do desporto. Receber o Mundial de Futebol de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 só irá aumentar o encanto do Rio de Janeiro.

Obtenha uma visão panorâmica do Rio a partir do Corcovado (www.corcovado.com.br), lar da icónica estátua arte déco do Cristo Redentor. A cidade é dividida em "zonas". O centro histórico e financeiro é o Centro, com a sua imponente Biblioteca Nacional (www.bn.br) e o Museu Nacional de Belas Artes (www.mnba.gov.br). A turística Zona Sul tem as praias de Copacabana e Ipanema, lotadas de amantes do sol, passeantes e fisioculturistas exercitando-se em ginásios ao ar livre. A Zona Norte tem o gigantesco estádio de futebol Maracanã (www.suderj.rj.gov.br/visitacao_maracana.asp?categ=0), que poderá visitar, se pelo menos for tão louco por futebol como os locais. Na Zona Oeste encontra-se a Barra da Tijuca, um bairro de classe alta que vai acolher a maior parte dos eventos olímpicos. Vá até ao Parque Lage (www.eavparquelage.rj.gov.br), com os seus exuberantes 128 hectares e as magníficas galerias de arte da Escola de Artes Visuais.

Berço da bossa nova, o Rio é também a terra natal do "funk carioca", uma mistura eletrónica de hip-hop, house e soul. Prove-o no boémio bairro da Lapa, em locais de música ao vivo como o Circo Voador (www.circovoador.com.br). Há sempre algo batendo em clubes-restaurantes da moda como o 00 Rio de Janeiro (00riodejaneiro.com.br), no interior do planetário do Rio de Janeiro, na Gávea. Prefere a música clássica? Uma noite no Theatro Municipal (www.theatromunicipal.rj.gov.br) é como uma na Ópera Garnier em Paris.

A melhor - alguns dizem a pior - altura para visitar o Rio é em fevereiro, durante o seu anual e mundialmente famoso Carnaval (www.rio-carnival.net). É uma época bastante fotogénica, com espetaculares desfiles de samba no Sambódromo e blocos de carnaval (festas de rua) em toda a cidade. Comparado ao Carnaval, o Réveillon ou véspera de Ano Novo (www.copacabanareveillon.com) é quase um aquecimento: 2 milhões de pessoas na praia de Copacabana e fogos de artifício iluminando o céu. Multidões demais? Venha para o Festival do Rio (www.festivaldorio.com.br), o festival de cinema em setembro e outubro.

Os cariocas, que é como os moradores do Rio de Janeiro se chamam a si mesmos, gostam de comer bem. Em comedores simples de comida a quilo (comida a peso) e em despretensiosos restaurantes do centro como o Amarelinho (www.amarelinhodacinelandia.com.br) terá disponíveis calorosos pratos brasileiros, incluindo moqueca de peixe (ensopado de peixe com molho de tomate, pimentão e coco). No outro extremo da escala, poderá jantar magret de canard no Guy (www.guyrestaurante.com.br), ou sushi e sashimi ornamentados no restaurante japonês para ver e ser visto do Rio, o Sushi Leblon (www.sushileblon.com).

Precisa de uma rápida bebida estimulante? Tome um batido numa das barracas de suco do Rio - o sumo de açaí fornecer-lhe-á abundante energia para fazer compras na luxuosa Rua Visconde de Pirajá, em Ipanema. Por aqui irá encontrar a irresistível BumBum (www.bumbum.com.br), que vende bonitos biquínis desde 1979. Mais adiante, encontra-se o designer de joias Sobral (www.rsobral.com.br). Para lembranças únicas e joias feito à mão sem precisar de dar cabo do seu orçamento de férias, procure o mercado de rua dominical na Praça General Osório.

Informe o seu destino

Pesquisar e reservar um hotel

OPCIONAL

calendário

 noite(s)

+ mais opções

> Ver/cancelar reserva

Garantia do melhor preço